Soluções Industriais
reembalar@reembalar.com.br | +55 11 2339-8792
13
MAR
2015

A importância da reutilização dos tubetes de papelão

#Reutilize

Você sabia que o Brasil recicla cerca de 58% dos papéis produzidos atualmente e que o papelão ondulado responde por 70% dessa taxa?

Se considerarmos outras matérias que têm excelente taxa de reciclagem no país, como as latas de alumínio para bebidas, por exemplo, com índices de recuperação em cerca de 97%, ainda temos muito por melhorar na reciclagem de papéis. O país com melhor índice é a Coréia do Sul, que recupera cerca de 92% do papel produzido. Por outro lado, espera-se que a Política Nacional de Resíduos Sólidos melhore consideravelmente essas taxas de reciclagem no Brasil.

Nós, da Reembalar, nos preocupamos e muito com a questão. Essa preocupação é estampada em nosso nome. Por isso, a reutilização dos tubetes de papelão é de extrema importância em nossas políticas de vendas. Atualmente contamos com uma taxa de recompra de tubetes em cerca de 79% de todas as bobinas vendidas. E estamos trabalhando constantemente para aumentar esse índice.

O tubete de filme stretch é produzido à partir do papelão em rígidas camadas, proporcionando durabilidade e resistência ao material. E justamente por essas características podemos dizer que um tubete pode ser reutilizado por inúmeras vezes, quando bem conservado. Muito mais que caixas de papelão ondulado convencionais. Portanto, mantenha os tubetes de papelão sempre em local seco e separe dos papéis convencionais.

Tubo Papelão

Tubete de Filme Stretch

 

Conte conosco na recompra de tubetes de papelão para reutilização no processo de industrialização do nosso filme stretch.

Envie-nos um email.

 

Fontes:

Reciclagem de alumínio: http://abal.org.br/sustentabilidade/reciclagem/reciclagem-no-brasil/

Entrevista de Pedro Vilas Bôas para a Cempre: http://cempre.org.br/cempre-informa/id/30/a-reciclagem-de-papel-no-brasil

Reciclagem de papel: http://www.recicloteca.org.br/material-reciclavel/papel/

Política Nacional de Resíduos Sólidos: http://www.mma.gov.br/política-de-resíduos-sólidos

 


 

Deixe uma Resposta

*

captcha *